ENCONTRE AQUI

ABDI impulsiona startups para combater coronavírus em comunidades de baixa renda

O resultado sai dia 12 de junho

Paula Fettermann | 27/05/2020

Um total de 160 startups se inscreveram no Edital Startups & Comunidades da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). O programa visa buscar soluções inovadoras para amenizar os impactos da pandemia do COVID-19 nas comunidades carentes ou em situações de vulnerabilidade. O prazo de inscrição terminou no último dia 12. As empresas que ainda possuiam pendências ou foram consideradas “inabilitadas” tiveram sete dias para entrar com recursos. O resultado final sai no dia 12 de junho. 

Para Lanna Dioum, líder do programa Startup Indústria da ABDI, os números de inscritos superaram as expectativas. “Foi um esforço gigantesco dessas empresas: pensarem rapidamente em soluções com a problemática proposta e se mobilizarem para buscar parcerias relevantes que pudessem viabilizar a implementação desses projetos. Deram um show de agilidade e articulação”, avaliou.

As startups precisam ter perfil adequado para o trabalho e apresentar projetos com a tecnologia especialmente desenvolvida para a situação da pandemia. As soluções deverão contemplar projetos em áreas como diagnóstico; monitoramento de sintomas à distância; monitoramento e gestão de leitos de UTI; monitoramento de temperatura; telemedicina e atendimento a distância, incluindo atendimento psicológico, monitoramento de grupos de risco e soluções de Big Data para geração e gestão de dados e inteligência sobre a pandemia.

Para os projetos para enfrentamento dos desafios socioeconômicos relacionados à COVID-19, as soluções deverão se encaixar em áreas como ferramentas de mapeamento e georreferenciamento para matching de doações às zonas com necessidades, soluções para sustentabilidade de pequenos e médios empreendedores e empresas, entre outras.

Investimento

A primeira chamada do Edital irá destinar R$ 2,5 milhões de reais divididos em R$1 milhão, para o primeiro lugar, e R$ 600 mil, R$ 500 mil e R$ 400 mil, para os 2º, 3º e 4º lugares respectivamente. O primeiro lugar deverá apresentar soluções relativas aos projetos que contemplem soluções de diagnóstico para o coronavírus. As demais premiações atendem todas as temáticas restantes.